troca-do-carter-centro-automotivo-sp
PROTETOR DE CÁRTER: ITEM INDISPENSÁVEL
22 de junho de 2016
como-fazer-manutencao-do-seu-carro
Troca de Óleo e Filtro de Óleo
22 de junho de 2016
Exibir tudo
sistema-arrefecimento-manutenção-automotiva-celta-gol-peugeot.jpg-2

Você sabe como funciona o sistema de arrefecimento e quando deve ser realizado a troca do arrefecimento ?

Um motor de carro produz uma grande quantidade de calor quando se está em execução e deve ser resfriado continuamente para evitar  danos no motor.

Geralmente isto é feito através da circulação de refrigeração líquido, normalmente água misturada com um anti-congelante, solução por meio de passagens de arrefecimento especiais. Alguns motores são refrigerados por ar que flui ao longo de barbatanas de cilindros.

Conheça como funciona a troca do arrefecimento do seu carro aqui no Centro Automotivo K2.

Você sabia que o gerenciamento eletrônico do motor  afeta em qualquer mudança na sua temperatura e alterado a quantidade de combustível injetado e o ponto de ignição. Portanto quando o sistema de arrefecimento trabalha na temperatura ideal o motor terá maior durabilidade, menor desgaste e atrito, maior economia de combustível, menos manutenção, emitirá menos poluentes e aumentará seu desempenho.

Tipos de componentes do Sistema do Arrefecimento

1-Líquido de arrefecimeno.

2-Válvula termostática.

3-Sensor de temperatura.

4-Reservatório.

  • Líquido de arrefecimento: Composto de uma mistura de água destilada com aditivos anti-oxidantes (previne a corrosão dos elementos metálicos do sistema), anti-congelantes (previne a formação de cristais de gelo quando o liquido atinge aproximadamente 0ºC, e consequente aumento interno de pressão), e em alguns casos mais específicos algicidas (previne o desenvolvimento de algas) ou anti-bacterianos. Sua função é efetuar a troca de calor, ele ganha calor quando passa pelo motor a explosão e perde calor ao passar no radiador.
  • Bomba: Bombeia o líquido de arrefecimento fazendo circular no sistema, geralmente é acionada pela correia junto com o alternador.
  • Radiador: Quando o líquido de arrefecimento passar por ele perde calor, baixando a sua temperatura e consequentemente a do motor.
  • Válvula termo-estática: Bloqueia ou desvia o ciclo do líquido, para não passar pelo radiador enquanto o motor não estiver à temperatura ideal de trabalho.

Quando o motor atinge sua temperatura de trabalho a válvula de arrefecimento se abre permitindo a passagem do líquido para o radiador. A válvula termo-estática geralmente possui acionamento termo-mecânico e em alguns automóveis já estão sendo fabricados com válvula termo-estática elétrica controlada pela central de injeção eletrónica.

Em alguns motores, pode existir mais de uma válvula termo-estática, pela necessidade de mais de dois fluxos diferentes para o líquido de arrefecimento (ex:Tecnologia FSI).

  • Sistema de ventilação forçada: Utilizado para forçar a passagem de ar através do radiador quando o fluxo é demasiado baixo para compensar a dissipação de energia térmica (p. exp. quando o veículo se encontra parado ou a baixa velocidade). Os sistemas mais antigos possuíam uma ventoinha que se encontrava acoplada diretamente à bomba de água (girando proporcionalmente à velocidade do motor, numa relação de Rotações/Minuto (RPMs) (o que se verificava ineficaz em situações como a do exemplo referido). Os atuais sistemas possuem um ventilador elétrico (uma ventoinha movida por um pequeno motor elétrico). Em caminhões é ainda possível encontra-se um sistema de embraiagem entre a ventoinha e a bomba da água, de acionamento termo-mecânico ou elétrico, que diminui a velocidade da ventoinha assim que se regista um abaixamento da temperatura.
  • Tubagens e conectores: Fazem as conexões entre os componentes do sistema.
  • Sensor de temperatura: Informa o módulo de injeção eletrónica e os indicadores (comummente localizados no mostrador) sobre a temperatura real do líquido de arrefecimento que irriga o motor.
  • Reservatório: Contém o bocal de abastecimento e permite controlar os níveis do líquido de arrefecimento no sistema.
  • Válvulas de pressão: Dispositivos localizados em vários pontos do sistema (normalmente no radiador ou nas tubagens) que permitem controlar a pressão.
  • Termo-interruptor: É responsável pelo acionamento do ventilador em função da temperatura do líquido de arrefecimento. Existem no entanto, sistemas de arrefecimento em que a unidade de controle do motor recebe as informações do(s) sensor(es) de temperatura diretamente dispensando a necessidade de um termo-interruptor.

A limpeza doméstica não é a mais recomendada. “Ela não consegue atingir as partes internas do motor expulsando a água suja e as impurezas acumuladas”.

O melhor meio é  nos trazer o carro no Centro Automotivo K2 pois temos o equipamento adequado para a limpeza do radiador. “A máquina tem mangueiras que são acopladas na entrada e saída d’água. Ela bombeia a água limpa, arrastando as impurezas. O trabalho termina quando o líquido eliminado do sistema de arrefecimento estiver sem resíduo”.

Realize a manutenção do seu carro no Centro Automotivo K2 mais próximo de você , quer saber mais , veja o vídeo abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *